;

fique por dentro

O que é Asma: Sintomas e Tratamento

O que é Asma?

A asma é uma inflamação crônica que afeta as vias aéreas ou brônquios (os “tubos” que levam o ar para dentro dos pulmões). Ela pode ser causada por vários fatores e os seus principais sintomas são gerados pela hiperresponsividade das vias aéreas (quando os “tubos” ficam estreitos), provocando tosse e falta de ar, por exemplo.

Esses sintomas variam durante o dia, e geralmente ficam piores à noite, ao amanhecer e após a prática de atividades físicas. Além disso, os sintomas da asma mudam bastante ao longo do tempo.

Eles podem ficar mais fortes ou mais fracos e, às vezes, até desaparecerem sozinhos. Porém, é importante entender que, mesmo que uma pessoa não apresente sintomas da asma, a doença continua, porque ela não tem cura, mas tem controle.

 

Os sintomas da asma

Os principais sintomas que merecem atenção, caso haja a suspeita de que você ou algum familiar/amigo esteja com asma, são:

 

  • falta de ar ou dificuldade para respirar;

  • respiração rápida e curta;

  • sensação de aperto no peito;

  • chiado ou assobio agudo no peito ao respirar;

  • e tosse.

 

As causas da asma

A causa exata da inflamação dos brônquios que gera a asma ainda não é conhecida. O que se sabe é que a doença tem relação com vários fatores. Eles podem ser desde problemas causados pelo contato com substâncias que causam alergia e irritações respiratórias até mesmo questões genéticas (por exemplo, histórico familiar de alergias respiratórias, como a própria asma ou a rinite).

 

O diagnóstico da asma

Caso você esteja suspeitando que possa ter asma, procure um médico o quanto antes. Na consulta, ele avaliar o seu histórico médico (chamado tecnicamente de anamnese), fará o exame clínico e, se necessário, exames mais específicos, como o teste
de prova de função pulmonar.


Ele perguntará sobre o que você sente e tentará entender como os seus sintomas
podem fazer parte da doença, como se você sente:

  • falta de ar;

  • chiado no peito;

  • cansaço;

  • tosse;

  • produção de catarro;

  • o horário em que esses sintomas aparecem, entre outras questões.

 

Asma tem cura?

A asma não tem cura. Mesmo se você deixar de sentir algum sintoma da doença, a asma ainda estará presente. Mas existem tratamentos que melhoram bastante os sintomas e controlam a doença. Graças a eles, pessoas asmáticas tratadas podem ter a mesma qualidade de vida de alguém que não tem a doença.

 

O tratamento da asma

A asma é uma doença variável, por isso o seu tratamento também precisa estar sempre de acordo com a doença. A asma pode se manifestar de formas diferentes em cada pessoa e, além disso, ela varia também ao longo do tempo em uma mesma pessoa. Por esse motivo, o tratamento deve ser individualizado, ou seja, o que serve para um asmático pode não ser o melhor tratamento para outro.

Além disso, um mesmo tratamento que vinha dando certo pode precisar que a sua dose seja modificada caso aconteça alguma alteração na doença (como os sintomas ficarem mais fortes, por exemplo). Portanto, é muito importante que o tratamento da asma seja sempre orientado pelo seu médico.

Atualmente, a asma pode ser tratada com duas estratégias diferentes: o tratamento de manutenção e o tratamento de crise.

 

  • No tratamento de manutenção, o objetivo é manter os sintomas controlados, evitando que eles se agravem. Para isso, a pessoa asmática toma uma medicação chamada controladora (geralmente anti-inflamatórios), que serve para prevenir o aparecimento dos sintomas e evitar as crises de asma. Além disso, também é importante evitar situações cotidianas que possam causar essas crises (ter contato com substâncias que gerem alergia, por exemplo).

 

  • No tratamento de crise, o objetivo é justamente resolver as crises de asma e assim evitar situações mais graves. Para isso, a pessoa com asma deve utilizar a medicação de alívio (também chamada de medicação de resgate) para aliviar os sintomas da crise e, em casos mais graves, procurar um médico ou até mesmo uma internação hospitalar.

 

Bibliografia consultada:

1) Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Asma [Internet]. 2016 [acesso em 12 Jul 2016]. Disponível em: http://sbpt.org.br/espaco-saude-respiratoria-asma/.

2) Stirbulovd R. Diretrizes Brasileiras Para O Manejo Da Asma [Internet]. J Bras Pneumol. 2006 [acesso em 12 Jul 2016]. Disponível em: http://www.aipro.info/drive/File/170.PDF.

localize a farmácia mais perto