;

fique por dentro

O que é insulina e qual a sua função para diabéticos?

A insulina é um hormônio anabólico que tem função bastante significativa no organismo de todos os seres humanos, mas também é conhecida pelo uso nos tratamentos de diabetes. Apesar disso, é bem comum que as pessoas não saibam exatamente como a insulina age e quais os seus benefícios para quem sofre com essa doença.

Quer entender melhor? Então confira mais sobre o que é insulina e como ela pode auxiliar no tratamento da diabetes abaixo!

O que a insulina faz?

A insulina exerce um papel central na regulação da homeostase da glicose¹, ou seja, no controle do nível de glicose no sangue. Além disso, ela reduz a produção de glicose pelo fígado e aumenta a captação desse hormônio nos tecidos adiposo e muscular².

É por isso que sempre ouvimos falar que a insulina é tão importante em tratamentos de diabetes, um problema de saúde pública que afeta e prejudica a qualidade de vida de muitas pessoas3. O que acontece é que a insulina, ao controlar o nível de glicose no sangue, também consegue auxiliar na regulação do metabolismo, atuando como uma opção frente à deficiência parcial ou total da absorção da insulina pelo pâncreas, comum nessa doença4.

Como a insulina ajuda os diabéticos?

Como você provavelmente já sabe, existem dois principais tipos de diabetes: a Diabetes Mellitus do tipo 1 e do tipo 23. E apesar da insulina ser essencial para vários casos de diabetes, nem todos os diabéticos utilizam deste tratamento.

A insulina é mais utilizada como tratamento para os portadores do tipo 1, que têm deficiência absoluta de insulina e, por isso, precisam de aplicações regulares do hormônio3. Já para quem possui diabetes tipo 2, o tratamento é baseado em mudanças no estilo de vida e nos hábitos alimentares, mas também podem ser indicados medicamentos e até mesmo insulina em alguns casos para um maior controle da glicemia ou conforme a doença for evoluindo 3.

Para os pacientes que necessitam, atualmente existem diversos tipos de insulina no mercado brasileiro. O uso de cada um vai depender da necessidade do tempo de ação, início, pico e duração do efeito, que são indicados pelo médico³.

Agora você entendeu qual a função da insulina no nosso corpo e seus benefícios no tratamento de diabéticos e sabe, inclusive, que este tipo de tratamento não é para todos. O diagnóstico só pode ser feito por profissionais, então lembre-se: para maiores dúvidas,  inclusive sobre o tipo e frequência das aplicações de insulina, procure o seu médico!

 

Referências:

1 - Haber, EP; Curi, Rui; Carvalho, CRO; Carpinelli, AR. Secreção da Insulina: Efeito Autócrino da Insulina e Modulação por Ácidos Graxos. Arq Bras Endocrinol Metab. 2001. Disponível em: [http://www.scielo.br/pdf/abem/v45n3/a03v45n3.pdf]

2 - Cavalheira, JBC; Zecchin, HG; Saad, MJA. Vias de Sinalização da Insulina. Arq Bras Endocrinol Metab. 2002. Disponível em: [http://www.scielo.br/pdf/abem/v46n4/12797.pdf]

3 - Souza, CR; Zanetti, ML. Administração de insulina: uma abordagem fundamental na educação em diabetes. Revista da Escola de Enfermagem USP. 2000. [Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v34n3/v34n3a07]

4 - Pincinato, EC. Atualização no diagnóstico, classificação e tratamento para o diabetes mellitus. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. 2001. [Disponível em: http://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_ciencias_saude/article/view/497] 

 

localize a farmácia mais perto