;

fique por dentro

Exercícios físicos para hipertensos: nunca é tarde para começar!

A mudança de estilo de vida é uma importante forma de tratamento auxiliar da hipertensão. Além de influenciar a pressão arterial, contribui para a diminuição da mortalidade e do risco de problemas cardiovasculares. Levando em consideração que o excesso de peso, a obesidade e o  sedentarismo são alguns dos principais fatores de risco da hipertensão, é muito recomendado que hipertensos tenham hábitos mais saudáveis,
como a alimentação equilibrada, o consumo moderado de sal e de álcool, o abandono do cigarro e, especialmente, a prática de exercícios físicos¹.

Importância do exercício físico no tratamento da hipertensão
Segundo recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia, todo adulto deve realizar exercícios físicos durante 30 minutos (corridos ou com intervalos) pelo menos cinco vezes por semana para manter uma boa saúde cardiovascular e garantir mais qualidade de vida¹. E, para pessoas que sofrem de hipertensão, a prática de atividades físicas pode ter ainda mais importância.
Isso porque exercícios aeróbicos (isotônicos) ajudam de forma significativa e comprovada na redução da pressão arterial em hipertensos¹. A explicação é que, após a realização da atividade física, a pressão arterial diminui e se mantém baixa por um longo período (até 24h), fenômeno chamado de hipotensão pós-exercício. Na maioria dos casos, essa prática pode levar à diminuição e até mesmo à suspensão de medicamentos anti-hipertensivos².


Exercícios físicos indicados para hipertensos
Recomenda-se para o tratamento de pessoas hipertensas a realização de atividades físicas leves a moderadas, com a devida avaliação e recomendação médica.
Estudos indicam, ainda, que exercícios aeróbicos mais intensos, mais prolongados e que envolvem grandes grupos musculares contribuem para uma redução mais acentuada da pressão arterial. Porém, só devem ser realizados após adaptação e com a indicação de um especialista¹,².
Abaixo, veja alguns exercícios para o tratamento da hipertensão.
Exercícios leves: 30 minutos de atividade aeróbica (caminhada, por exemplo), três dias por semana, para prevenção da hipertensão e de problemas cardiovasculares1,2;
Exercícios moderados: 30 a 60 minutos de atividade aeróbica (como caminhada, corrida e ciclismo), cinco a sete dias por semana, para o tratamento da hipertensão;
Exercícios resistidos: atividades que envolvem pesos podem ser realizadas de duas a três vezes por semana, com até três séries de oito a 15 repetições.

Mas, atenção: a atividade não deve ser iniciada se o hipertenso apresentar pressões arteriais sistólica e diastólica acima de 160 e 105 mm/Hg, respectivamente¹.

A prática de exercícios é muito importante tanto na prevenção quanto no tratamento da hipertensão, apresentando significativas melhoras na vida da pessoa hipertensa. Procure
um médico e adote hábitos mais saudáveis: o seu corpo agradece!

Referências:
1) Sociedade Brasileira de Cardiologia. VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão [Internet]. Arq Bras Cardiol. 2010. [Acesso em: 07 de outubro de 2016] Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0066-782X2007001500012&script=sci_arttext&tlng=pt
2) Forjaz, CLM; Rondon, MUPB; Negrão, CE. Efeitos hipotensores e simpatolíticos do exercício aeróbio na hipertensão arterial [Internet]. Rev Bras Hipertens vol 12:245-250. 2005. [Acesso em 07 de outubro de 2016] Disponível em: http://departamentos.cardiol.br/dha/revista/Vol12(4)2005.pdf

localize a farmácia mais perto